+A  | -A  |  

Fazenda da Paz promove campanha para arrecadar recursos

Em fevereiro deste ano, a Prefeitura de Teresina anunciou a redução de repasses de recursos para organizações que prestam assistência social a pessoas em vulnerabilidade, em algumas das instituições esse corte foi de 100%. Foi o caso da Fazenda da Paz, que atende cerca de 200 acolhidos que estão na reabilitação da dependência química. Atualmente, a entidade tem as doações como principal fonte de arrecadação de recursos, além da comercialização de produtos fabricados na comunidade terapêutica, como a Cajuína, doces e a Castanha-de-Caju.

Desde janeiro, aproximadamente 60 colaboradores tiveram que ser demitidos, em razão dos cortes de repasses. Por esse motivo e para continuar realizando o trabalho junto aos acolhidos, a Fazenda da Paz lançou a campanha “Pix Solidário”, para que as pessoas façam doações a partir de cinco reais.

“Nossa intenção sempre foi ajudar o próximo. A instituição cresceu muito nesses 27 anos, além da recuperação dos dependentes químicos, também capacitamos para o mercado de trabalho, esse foi o grande êxito para conhecimento a nível nacional. Mas hoje passamos por muitas dificuldades financeiras, então lançamos a campanha Pix Solidário para continuar com esse trabalho”, ressalta o coordenador geral da Instituição, Célio Barbosa.

A Fazenda da Paz também trabalha com famílias, já atendeu mais de 35 mil famílias, em torno de 16 mil acolhidos e 52% dos recuperados foram inseridos novamente no mercado de trabalho. No momento, 60 dependentes fazem cursos profissionalizantes. Francisco José foi um dos acolhidos pela casa e agradece por ter a chance de mudar de vida. “Quero agradecer a casa Fazenda da Paz por me dar oportunidade de reviver uma esperança que eu não via e estou vendo hoje. Busco ter uma vida melhor. Consegui mudar graças ao trabalho que é desenvolvido na casa”, comemora.

Sobre a Fazenda da Paz
A Fazenda da Paz oferece acolhimento para jovens e adultos dependentes químicos desde 1994, foi idealizada pelo Padre Pedro Balzi em parceria com leigos católicos da Arquidiocese da Capital e implantada pelo terapeuta Célio Luiz Barbosa. A entidade é pioneira no Estado do Piauí na implantação e gerenciamento de Comunidades Terapêuticas (CT). Mantém seis CT são elas: Terra da Esperança, Flor de Maria e Santa Teresinha (Timon/MA), Luz e Vida e Maria Madalena (Teresina/PI) e Mãe da Misericórdia (Valença/PI).

Atualmente a casa vive de doações, confecção de alguns trabalhos artesanais desenvolvidos pelos jovens acolhidos pela instituição como cajuína, doces, castanhas, peças em madeiras (portas, janelas, camas), xaçu (vasos ecológicos) e hortaliças, a casa também é credenciada ao Governo do Estado por meio da Coordenadoria de Enfrentamento às Drogas do Piauí (Cendrogas-PI).